17/04/09

Para ti, amiga Filó!



Mais uma prendinha linda que não pode ficar escondida!
:-)
Obrigada, Zézinha, pelo carinho!
Beijinho grande.
Filó





Para ti Amiga Filó!

Não peças desculpa pelo belo.
Que sabes tão bem escrever.
O meu poema é mais singelo.
E eu continuo a amar e a dizer.

Por isso, escreve...escreve...
Até que o teu coração o permita.
E nessa arte que o mundo te deve.
Continua, poetiza de alma bonita!

(De improviso)

Maria José Coelho
(Zézinha)

2 comentários:

Anónimo disse...

Olá,amiga Filó, acabei de ler o meu poema no teu site de poesia.oh , muito obrigada!E gostei do presentinho com o meu nome!
Cada vez gosto mais de visitar o teu espaço de poesia, são tantos os poemas que conheço de tua autoria, mas á sempre tantos para ler e recordar.Felizmente que essa arte que te corre nas veias, esse sentir constante de rimas tão profundas e tão... como direi, cheias de um talento primoroso que não me canso de ler os teus poemas. Quem dera, e desejo mesmo, que muitas das livrarias tivessem pelo menos um livro teu á venda.Sei que com a maior brevidade seriam vendidos e muitos seriam aqueles que até na comunicação social, te elogiariam e de forma meritória. Força! E porque não esse livro?beijinhos desta amiga que te quer todo o bem.Maria José Coelho(Zézinha)

Filomena disse...

Oi amiga!
Só posso agradecer todo o carinho das tuas palavras.
Poderia dizer o mesmo a respeito da tua pessoa ...mas tu sabes isso! ;-) :-D
... Fico-me pela satisfação de receber estes miminhos.
Saber que alguém do outro lado aprecia a minha... arte(!?!).

Beijinhos
Uma semana com tudo de BOM.
Filó